Convidados  

Furtado.png
Alexandre Brito Ribeiro Furtado

UNIVERSIDADE CATÓLICA DA GUINÉ-BISSAU/ Guiné-Bissau 

Alexandre Brito Ribeiro Furtado, é Vice-Reitor da Universidade Católica da Guiné-Bissau (UCBG) nomeado em 2 de maio de 2018. Licenciado em Psicologia pela Faculdade de História e Filosofia, da Universidade Babes Bolyal-Roménia, Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Aveiro, foi docente da Universidade Amílcar Cabral em 2007/2008 e da Universidade Jean Piaget em 2016/2017. É Presidente da Fundação Educação e Desenvolvimento. Em termos de investigação, as áreas do seu interesse são a Educação para o Desenvolvimento e a Educação da Infância na Zona Rural.

Neto Mendes.jpg
António Neto-Mendes

UNIVERSIDADE DE AVEIRO/Portugal

Professor Associado do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro. Investigador do Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores. Doutorado em Ciências da Educação pela Universidade de Aveiro. Mestre em Ciências da Educação, especialidade de Administração Escolar, pela Universidade do Minho. Desenvolveu vários projetos, financiados pela FCT-Fundação para a Ciência e Tecnologia, sobre a construção da excelência académica na escola pública e sobre o mercado das explicações e o sucesso dos alunos. Desenvolve ainda investigação sobre a profissão e o trabalho docente, sobre as políticas públicas de carácter descentralizador e a emergência dos municípios no campo educacional. Email: amendes@ua.pt.

Catarina Tomás

INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA/Portugal

Socióloga. Doutorada em Estudos da Criança (Sociologia da Infância) pela Universidade do Minho. Professora Adjunta no Instituto Politécnico de Lisboa, Escola Superior de Educação (ESELx) e investigadora do CICS.NOVA. Coordenadora do Mestrado em Educação Pré-Escolar e membro da coordenação da Pós Graduação em Educação em Creche na ESElx.

Autora de várias publicações nacionais e internacionais nas áreas da sociologia da infância.

Principais interesses de investigação: direitos da criança, participação das crianças na educação de infância e acolhimento residencial.

Francisca Magano tem trabalhado nas áreas do desenvolvimento e da cooperação internacional e na UNICEF Portugal desde 2014, colabora no desenvolvimento de programas e campanhas para a defesa dos direitos das crianças junto de decisores políticos, organizações da sociedade civil, crianças e suas famílias. É Mestre em Psicologia da Justiça e do Comportamento Desviante pela Universidade Católica Portuguesa e pós-graduada em Estudos Urbanos pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

FMagano.jpg
Francisca Magano

UNICEF/Portugal

 

Graça Espírito Santo Costa Marisa, Doutoranda em Administração Pública- Instituto Superior de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa, é licenciada em História/via formação educacional, sendo atualmente Presidente do Instituto de Educação e Comunicação da Universidade de São Tomé e Príncipe, responsável pelos cursos de formação de educadores de infância.

GraçaESanto.jpg
Graça Espírito Santo Costa Marisa

INST. DE EDUC. E COMUNICAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE/São Tomé e Príncipe

Disponível em breve

person-female-filled.png
Irene Santos

ASSOCIAÇÃO ECOLE CITOYENNE/França

José_Carlos_Mota.jpg
José Carlos Mota

UNIVERSIDADE DE AVEIRO/Portugal

José Carlos Mota é Professor Auxiliar no Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território (DCSPT) da Universidade de Aveiro e investigador do GOVCOPP. É membro da Direção do DCSPT e diretor do Mestrado em Planeamento Regional e Urbano. Desenvolveu investigação doutoral sobre ‘Planeamento do Território: Metodologia, Atores e Participação’. Foi um dos coordenadores do projeto europeu Erasmus + COMMUNITY PARTICIPATION IN PLANNING, fez parte da equipa que coordenou e dinamizou o movimento cívico AMIGOSDAVENIDA (2008-2013), o projeto VIVOBAIRRO (2016) e o evento colaborativo AVEIRO SOUP (2017). Desempenhou o papel de coordenador da Plataforma Tecnológica da Bicicleta da Universidade de Aveiro entre 2014-2018 onde dinamizou iniciativas de promoção do uso da bicicleta pelas comunidades académicas (UBIKE 2016-2018, POSEUR) e pelos cidadãos e organizações (COMPROMISSO PELA BICICLETA 2016). Atualmente, é o coordenador técnico na Universidade de Aveiro do projeto UBIKE (2017-2019) financiado pelo POSEUR e do projeto STARTER CYCLING CITIES financiado pela FCT (2018-2021). Está envolvido no lançamento do projeto LABORATÓRIOS CIVICOS URBANOS.

Folque_A_edited.png
Maria Assunção Folque

UNIVERSIDADE DE ÉVORA / Portugal

Maria da Assunção Folque é doutorada em Educação pelo Institute of Education, University of London (2008), instituição onde fez o Mestrado em Desenvolvimento da Criança e Educação de Infância (1995). Educadora de Infância de formação inicial, trabalhou com crianças em idade pré-escolar durante doze anos. É professora Auxiliar da Universidade de Évora onde exerce suas funções docentes na área da formação inicial e contínua de educadores de infância e professores do 1º ciclo do ensino básico. É diretora do Mestrado em Educação Pré-escolar e do Mestrado em Educação Pré-escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Membro do Centro de Investigação em Educação e Psicologia – CIEP UE - Áreas de investigação – utilização das teorias histórico-culturais de aprendizagem e desenvolvimento; Pedagogia da Educação de Infância; a Qualidade na Educação de Infância;  Educação para o Desenvolvimento Sustentável na Infância; e o Desenvolvimento Profissional de Educadores de Infância e professores do 1º CEB. Foi representante da associações pedagógicas por parte do Movimento da Escola Moderna portuguesa no Conselho Nacional de Educação entre 2012 e 2016.

MJCasanova.png
Maria José Casa-Nova

UNIVERSIDADE DO MINHO/Portugal

Mestre em Educação Intercultural, Universidade do Porto e Doutora em Socio-Antropologia, Universidade de Granada. Professora Auxiliar do Departamento de Ciências Sociais da Educação da Universidade do Minho. Investigadora do Centro de Investigação em Educação da mesma universidade e do Grupo IMIGRA-Grupo de investigação em Infância e educação em contextos migratórios, do Departamento de Antropologia Social e Cultural da Universidade Autónoma de Barcelona. Coordenadora do Núcleo de Educação para os Direitos Humanos, Instituto de Educação, Universidade do Minho, Directora-Adjunta da Revista Portuguesa da Educação. Membro de várias redes de investigação internacionais, nomeadamente da European Academic Network on Romani Studies, promovida pelo Conselho da Europa e pela Comissão Europeia, Board Member da Research Network on “Ethnic Relations, Racism and Antisemitism” da European Sociological Association, participou/participa em vários projectos de investigação, a nível nacional e internacional. Tem livros, capítulos de livro e artigos publicados em 8 países nas áreas da Sociologia da Educação, Educação Intercultural, Políticas Educativas, Etnografia, Cultura Cigana, Género, Cidadania e Direitos Humanos.

Marlene Barra é licenciada em educação de infância pelo antigo IEC da Universidade do Minho, com Estudos Superiores Especializados em Educação Infantil e Básica Inicial em Metodologia e Supervisão em educação de infância. No seu mestrado em Sociologia da Infância dissertou sobre: “Infância e Internet – Interacções na Rede”, um estudo pioneiro em Portugal sobre as crianças e a Internet, publicado em 2004 pelas Edições Autonomia27. Desde 2016 é Doutora em Estudos da Criança pelo Instituto de Educação da Universidade do Minho (Bolsa da Fundação da Ciência e Tecnologia) tendo realizado um estudo em São Tomé e Príncipe: “A Infância na Latitude zero: as brincadeiras da criança ‘global’ africana”. Integrou a comissão científica do CIEC-UM para o desenho, implementação e monitorização do “Programa Piloto de Educação Parental” (PEP-STP) sob a responsabilidade do Ministério do Emprego e Assuntos Sociais – DPSS de São Tomé e Príncipe, tendo também trabalhado como consultora para a UNICEF nos últimos meses. Atualmente colabora com o Centro de Recursos para a Cooperação e Desenvolvimento do Instituto de Educação da Universidade do Minho – CRCD IE-UMinho.

Marlene Barra.png
Marlene Barra

UNIVERSIDADE DO MINHO/Portugal

MTsarmento.jpg
Teresa Sarmento

UNIVERSIDADE DO MINHO/Portugal

Iniciou a sua atividade profissional como Educadora de Infância, tendo posteriormente realizado a Licenciatura em Ensino de História e Ciências Sociais, prosseguindo estudos até à realização do Doutoramento em Estudos da Criança. Atualmente é Professora Auxiliar no Instituto de Educação – Universidade do Minho, diretora do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1ºCiclo, integrando o Departamento de Ciências da Educação da Criança e o Centro de Investigação em Estudos da Criança, onde se tem dedicado à investigação sobre as problemáticas da infância, da formação de profissionais da educação e das parcerias educativas, cujos resultados se encontram difundidos em várias publicações no país e no estrangeiro.

Ângela_Maria_Scalabrin_Coutinho.jpg
Ângela Maria Scalabrin Coutinho

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ/ Brasil

"Graduada em Pedagogia - Educação Infantil pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999), Mestre em Educação Infantil pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) e Doutora em Estudos da Criança pela Universidade do Minho (2010). Professora do Curso de Pedagogia na Universidade Federal do Paraná e Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Infância e Educação Infantil (NEPIE/UFPR) e do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Educação da Pequena Infância (NUPEIN/UFSC). Professora da linha Educação: diversidade, diferenças e desigualdade social do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPR. Membro do Grupo Gestor do Fórum de Educação Infantil do Paraná (FEIPAR/MIEIB). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil, atuando principalmente nos seguintes temas: educação em creche, sociologia da infância, desigualdades sociais e educacionais, avaliação na educação infantil."

Fonte: Escavador - 20/09/2018

ArlindaCabral.jpg
Arlinda Cabral

CPLP - Comunidade dos Paises de Língua Portuguesa

Doutorada em Sociologia – Cultura, Conhecimento e Educação Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (Bolsa da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia).

 

Técnica responsável pela Educação, Ciência e Tecnologia e Ensino Superior, e Cultura Direção para Ação Cultural e Língua Portuguesa CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. 

 

Investigadora CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Cleriston Isidro dos Anjos_edited.png
Cleriston Izidro dos Anjos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS (CEDU/UFAL)/Brasil

Professor Adjunto do Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas (CEDU/UFAL/Brasil) e Membro do Corpo Docente do Mestrado em Educação Pré-Escolar da Universidade Katyavala Bwila (Angola). Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (2004), Mestrado em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2008) e Doutorado em Educação pelo Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas (2015). Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Infantil, Formação de Professores, Linguagens Expressivas e Culturas das Infâncias. Coordenador do GEPPECI - Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogias e Culturas Infantis (CNPq/CEDU/UFAL) e Membro Colaborador Doutorado do Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho (CIEC/UMinho/Portugal) no grupo "Contextos, quotidianos e bem estar da criança".

 

Professor Associado da Universidade do Minho, Portugal, integrado no Departamento de Ciências Sociais da Educação do Instituto de Educação. É docente do Ensino Superior desde 1994 tendo sido anteriormente (desde 1984) docente do Ensino Básico. É Doutor em Estudos da Criança, pela UMinho, Mestre em Ciências da Educação, pela Universidade do Porto, e Licenciado em Educação Infantil e Básica Inicial pela UMinho.  

É membro integrado do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC), da UMinho, atuando nas áreas da Educação, Formação e Estudos da Criança, abordando questões de política educativa; administração educacional; desenvolvimento local; infância e juventude, relações escola-família-comunidade; e formação de professores. Possui mais de uma centena de publicações científica, entre artigos, livros e capítulos de livros. 

FIlidio.jpg
Fernando Ilídio Ferreira

UNIVERSIDADE DO MINHO/Portugal

Hugo 2018 Foto 2.jpg
Hugo Monteiro Ferreira

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO/Brasil

Possui graduação em Pedagogia (1992). Possui graduação em Letras (1996). Especialização em Neuropsicologia (2017). Mestrado em Letras (1999). Doutorado em Educação (2007). Professor adjunto do Departamento de Educação da UFRPE. Professor permanente e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação, Culturas e Identidades (UFRPE/FUNDAJ). Coordenador do GETIJ - Grupo de Estudos da Transdisciplinaridade, da Infância e da Juventude. Membro da Cátedra UNESCO de Leitura. Membro do NEFOPP - Núcleo de Estudos da Formação Docente e da Prática Pedagógica. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Pernambuco. Pesquisa sobre a inter-relação transdisciplinaridade, infância e juventude; infância, juventude e direitos humanos; infância, juventude e leitura; infância, juventude e sofrimento. E terapeuta de crianças e adolescentes. Coordena o Núcleo do Cuidado Humano da UFRPE. E escritor de literatura para crianças, adolescentes e jovens. Em 2014, foi finalista do Prêmio Jabuti.

Licenciado em Direito, Mestre em Administração da Educação na Universidade Portucalense e Doutor em Ciências da Educação pela Universidade de Santiago de Compostela, com Agregação em Ciências da Educação na UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Prof. Adjunto na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto. Coordenador do Curso de Mestrado em Educação. Presidente do Conselho Pedagógico desde Abril de 2017. Membro integrado e pertencente ao Conselho Científico do INED - Centro de Investigação e Inovação em Educação da ESEP. Membro colaborador no Grupo de investigação «Contextos, quotidianos e bem-estar da criança», do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC), da Universidade do Minho. Vogal da Direção da Sociedade Ibero-americana de Pedagogia Social (SIPS), desde 2005. Coordenador do Centro de Estudos Comparados da Criança em Família, desde Junho de 2017. Área científica principal: Direitos da Criança; Proteção de Crianças e Jovens em perigo; Acolhimento Familiar; Tomada de decisões nos sistemas de proteção; O bem-estar subjetivo das crianças e jovens.

João Paulo Delgado

ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO/Portugal

Maribel Miranda-Pinto

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU/Portugal

Professora adjunta na área das Tecnologias de Informação e Comunicação, na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viseu. Investigadora a realizar estudos de Pós-Doutoramento, na área científica de Ciências de Educação, na especialidade de Tecnologia Educativa, no Instituto de Educação da Universidade do Minho. O projeto Kids Media Lab:Tecnologias e Aprendizagem de Programação em Idade Pré-escolar foi aprovado pela FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia), como projeto individual, com a referência SFRH/BPD/109205/2015. Doutorada em Estudos da Criança, na área de conhecimento de Tecnologias de Informação e Comunicação, pela Universidade do Minho. (...) Coordena o Projeto "KML II - Laboratory of technologies and learning of programming and robotics for preschool and primary school", financiado pela FCT-IC & DT (2018-2021). Integra diversos comités científicos de revistas e congressos internacionais. Tem publicado um livro (org.) “infância no digital”, vários capítulos de livros, artigos em revistas e comunicações em conferências de âmbito nacional e internacional.

MFigueiredo.jpg
Maria Figueiredo

ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE VISEU/Portugal

Professora Adjunta na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viseu. Doutorada em Educação, especialidade Didática e Desenvolvimento Curricular.
Desenvolve investigação em áreas próximas à Infância, com especial enfoque na Pedagogia ligada aos Direitos das Crianças, no papel do conhecimento de conteúdo na Pedagogia da Educação de Infância e na perspetiva de professor/a investigador/a na formação inicial de professores de crianças pequenas.
É, atualmente, Secretária-Geral da European Educational Research Association e Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. 

Unicef_edited.jpg
Mariavittoria Ballotta

DEPUTY REPRESENTATIVE/UNICEF/São Tomé e Príncipe

Mariavittoria has 12 years’ experience both in UNICEF and other organizations across regions and gained experience in several of UNICEF programme sectors.

Prior to this assignment, Mariavittoria served as UNICEF Early Childhood Development Specialist in UNICEF Regional Office for West and Central Africa (WCARO) from October 2014 to June 2018.

From January 2006 to October 2014, she worked as UNICEF Education Officer in UNICEF WCARO from 2010 to 2014 and Child Protection Officer in Haiti from 2007 to 2009.

Before her career with UNICEF, Mariavittoria worked at an Italian NGOs in Equatorial Guinea (OSVIC) specialized in the area of community mobilization and protection in 2005. 

Mariavittoria started her professional career with UNICEF as a UNV in the HIV/AIDS Programme in Burkina Faso in 2006. 

Rosa Madeira_3.jpg
Rosa Madeira

UNIVERSIDADE DE AVEIRO/Portugal

Professora no Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro. Doutoramento em Ciências da Educação. Pós graduação em Diversidade cultural e Formação especializada em Educação Especial. Membro do CIDTFF - Centro de Investigação em Didática e Tecnologias na Formação de Formadores, com interesse nas problemáticas da infância, com incidência na construção social da desigualdade e diferença, como desvantagem sócio-educativa de grupos sociais específicos. Percurso comprometido com a mobilização e intervenção comunitária pela inclusão social de crianças com diferenças individuais e de pertença a grupos sociais em circunstância de risco social e grupos culturais minoritários que enfrentam desvantagens no acesso a oportunidades sociais e ao reconhecimento de direitos fundamentais. Coopera com atores locais em processos de promoção da cidadania das crianças, centrados na participação social das crianças na comunidade e através do acompanhamento de projetos de investigação-ação participativa com crianças de grupos minoritários e/ou em circunstancias de vulnerabilidade social. Membro da RESMI - Rede de Ensino Superior de Mediação Intercultural, do Instituto Paulo Freire de Portugal e da Rede Inclusão.

Teresa Vasconcelos é Professora Coordenadora Principal com Agregação (aposentada) da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa..  Doutorou-se em Educação Pré-Escolar e Elementar pela Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (E.U.). Exerceu profissionalmente como educadora de infância. Foi nomeada, em Comissão de Serviço, Diretora-Geral da Educação Básica do Ministério da Educação (1996-1999), exercendo simultaneamente as funções de Coordenadora do Gabinete Interministerial para a Expansão e Desenvolvimento da Educação Pré-Escolar. Em 2008 tornou-se membro do Movimento da Escola Moderna. Enquanto conselheira do Conselho Nacional de Educação, foi relatora da Recomendação nº 3/2011, A Educação das Crianças dos 0 aos 3 Anos. Tem exercido atividades de consultoria a nível nacional e internacional. e é autora de diversas publicações, salientando-se os livros Ao Redor da Mesa Grande: Prática Educativa de Ana (Porto Editora 1997), A Educação de Infância no Cruzamento de Fronteiras (Texto Editores 2009) e Aonde pensas tu que vais? Investigação etnográfica e estudos de caso (Porto Editora, 2016).

Teresa vasconcelos.jpg
Teresa Vasconcelos

ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA/Portugal

António Braço.jpg
António Domingos Braço

UNIVERSIDADE PEDAGÓGICA/DELEGAÇÃO DA BEIRA, MOÇAMBIQUE UP/ Moçambique

É Doutorado em Antropologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Bolsista do Programa Estudante-Convêncio de Pós Graduação PEC-PG, da CAPES/Brasil. É Mestrado em Educação: Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP (2008). É graduado em Pedagogia - Ciências da Educação pela Universidade da Amazônia - UNAMA (2004). Está vinculado à Universidade Pedagógica/Delegação da Beira, Moçambique UP) e ao Centro de Estudos e Desenvolvimento da Comunidade e Ambiente da Universidade Pedagógica (CEDECA-UP). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Docência, Orientação, Supervisão e Administração Escolar. Desenvolve pesquisas educacionais em Estudos Culturais, Currículo Local, Relações entre o Currículo, Cultura e Gênero. Atualmente desenvolve pesquisas sobre representações, identidades e diferenças entre o feminino e o masculino no contexto moçambicano. É membro do grupo de pesquisa Hermenêutica, Antropologia e Educação, pelo qual desenvolve investigações sobre o pensamento hermenêutico estabelecendo diálogo com o campo da antropologia e Educação e colaborador estrangeiro do grupo de pesquisa Antropologia Visual e Imagem (VISAGEM).

Carlos Neto

FMH UNIVERSIDADE DE LISBOA/Portugal

Carlos Alberto Ferreira Neto é Professor Catedrático na Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade de Lisboa (UL). É atualmente Presidente da Casa da Praia-Centro Doutor João dos Santos. Foi membro efetivo do Conselho Geral da Universidade de Lisboa (2015-2017). Presidente da FMH (Janeiro de 2010 a Julho de2014), faz atualmente parte do Departamento de Desporto e Saúde e do Laboratório de Comportamento Motor.

Instrutor de Educação Física pela Escola de Educação Física de Lisboa (1971); Licenciado em Educação Física (1975) pelo Instituto Nacional de Educação Física, foi professor no Instituto Superior de Educação Física (1976 até 1984) e é atualmente docente da Faculdade de Motricidade Humana desde 1985 (...) As principais linhas de investigação situam-se no estudo do desenvolvimento de habilidades motoras e efeitos de situações de ensino (1); jogo e desenvolvimento da criança (2); rotinas de vida e independência de mobilidade em crianças e jovens (3) e “Bullying” nos recreios escolares (recess) (4). 

Doutorada em Ciências da Educação, área de especialização de Política Educativa pela UMinho, com base numa investigação sobre o Estado e Terceiro Sector na Construção das Políticas Educativas para a Infância em Portugal. Mestre e licenciada em Ciências da Educação, iniciou a sua formação com a realização do Curso de Educação de infância. Trabalhou em jardins-de-infância e exerceu funções de orientadora pedagógica na Direção Geral do Ensino Básico - Divisão de Educação Pré-Escolar, tendo posteriormente sido professora em escolas de formação de educadoras e diretora de um Centro de Formação Contínua de Professores. Atualmente é Professora Auxiliar da UMinho, no Departamento de Ciências Sociais da Educação, e investigadora do CIEd. Docente e Coordenadora do Mestrado em Educação, área de especialização em Formação, Trabalho e Recursos Humanos. Tem experiência de consultoria externa em S. Tomé e Príncipe e tem desenvolvido a sua investigação nos domínios da Política Educativa, Infância e da Educação da Infância. Tem livros e artigos científicos publicados em Portugal e no estrangeiro nas áreas de Políticas Educativas, Sociologia da Infância e Sociologia da Educação.

Emília_Vilarinho.jpg
Emília Vilarinho

UNIVERSIDADE DO MINHO/Portugal

 

Gabriela Portugal é doutorada em Ciências da Educação, na especialidade de Psicologia da Educação, Professora na Universidade de Aveiro, exercendo funções docentes no Departamento de Educação e Psicologia e investigadora no Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores (CIDTFF). Os seus interesses de investigação e intervenção têm-se situado, fundamentalmente, em torno de projetos de promoção da qualidade em contextos de infância, na linha de uma abordagem experiencial da educação, avaliação em educação de infância, educação em creche, promoção do desenvolvimento e aprendizagem das crianças, o lugar do brincar em contextos de infância e potencialidades educativas do espaço exterior.

- Portugal, G. e Laevers, F. (2018, 2ª edição). Avaliação em educação pré-escolar, sistema de acompanhamento das crianças. Porto: Porto Editora.

- Carvalho, C. e Portugal, G. (2017). Avaliação em creche. Porto: Porto Editora

Gabriela Portugal.JPG
Gabriela Portugal

UNIVERSIDADE DE AVEIRO/Portugal

 

 

Possui mestrado em História Social da Cultura Regional pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e doutorado em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor do Departamento de Educação da UFRPE. Professor do Programa de Pós-Graduação em História da UFRPE e do Programa Educação, Culturas e Identidades (UFRPE/Fundaj) e membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em História, Educação e Culturas. Integra a Comissão de Direitos Humanos da UFRPE e coordena o Programa Escola de Conselhos de Pernambuco/Laboratório de História das Infâncias do Nordeste, da Pró-Reitoria de Extensão da UFRPE, em parceria com o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco e do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - Conanda. 

Humberto.jpg
Humberto Miranda

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO /Brasil

José Amândio Francisco Gomes

José Amândio Francisco Gomes, Nacionalidade angolana, residente em Luanda, República de Angola. Funcionário sénior do Ministério da Educação, colocado no Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação (INIDE), desempenha a função de Director Geral Adjunto para a área Pedagógica e Investigação Educacional.    

Licenciado em Ciências Pedagógicas na especialidade de Educação Laboral e Desenho Técnico, especialista em concepção e elaboração de currículos e Doutorado em Ciências Pedagógicas.

INSTITUTO NACIONAL DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO/Angola

Margarida Morgado é professora coordenadora de Estudos Culturais Ingleses no Instituto Politécnico de Castelo Branco, onde tem desenvolvido toda a sua atividade docente na formação de professores, de secretários e tradutores, para além de colaborar na formação de técnicos de serviço social. As suas atividades pedagógicas centram-se no ensino do inglês para fins específicos (diversos), embora a sua atividade de investigação, maioritariamente conduzida, após um doutoramento em Estudos Ingleses na Universidade de Lisboa, em projetos de investigação aplicada, financiados pelo programa SOCRATES e ERASMUS+, com instituições e organizações de diversos países europeus, se alargue às áreas da literatura infanto-juvenil, educação intercultural, mediação intercultural, promoção da leitura, experimentação com a abordagem CLIL, de integração de conteúdo e língua, telecolaboração e plurilinguismo na educação.

Margarida Morgado

INSTITUTO POLITÉCNICO DE CASTELO BRANCO/Portugal

Maria João Cardona

ESE/INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM/Portugal

Doutoramento em Ciências da Educação (2001), Mestrado em Ciências da Educação  (1991); Licenciatura em Psicologia e Ciências da Educação (1984); Curso de Educadora de Infância (1980).

Docente da ESE/Instituto Politécnico de Santarém desde 1986.

Membro do CIEC da Universidade do Minho e da UIIPS.

Autoria de publicações e coordenação de projetos (inter)nacionais no âmbito da educação/formação para as primeiras idades. De destacar trabalho de cooperação em Cabo Verde; Moçambique; S. Tomé e Principe; Guiné-Bissau; Macau e Brasil.

Vogal do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Continua do Ministério da Educação (2009/14); Presidente da Direção do Grupo de Estudos de Educação de Infância- GEDEI (2002/05); Presidente da Direção da Associação de Profissionais de Educação de Infância-APEI (1996/00).

Marina Saraiva.jpg
Marina Saraiva

UFAL/GEPPECI/Brasil

Marina Rebeca de Oliveira Saraiva


Professora do Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas e Pesquisadora de
Desenvolvimento Científico Regional – C, coordena a pesquisa “Ser criança Wassu-Cocal : um
estudo com crianças indígenas no interior de Alagoas”, financiada pelo CNPq e FAPEAL. É líder
do GEPPECI e integrante do grupo de pesquisa de Etnologia Indígena-ICS/UFAL. Graduada em
Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará, Mestre em Sociologia pela Universidade
Estadual de Campinas-Unicamp e Doutora em Antropologia Social pela Universidade de São
Paulo-USP.

Disponível em breve

person-female-filled.png
Rosa Coutinho

UNICEF/Portugal

. Docente na Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, Departamento de Ciências Sociais e da Educação.

. Ainscow, M. (coord.), Paes, I., Vitorino, T. et al. (2011). Aprender com a Diversidade – Um Guia para o Desenvolvimento da Escola. Lisboa: ACIDI.

. Messiou, K., Ainscow, M., Vitorino, T. et al. (2016). Learning from differences: a strategy for teacher development in respect to student diversity. School Effectiveness and School Improvement, Vol. 27, Issue 1, January 2016, pages 45-61.

. Projetos: Reaching the ‘hard to reach’: Inclusive responses to diversity through child-teacher dialogue (2017-2020). Responding to diversity by engaging with students’ voices: a strategy for teacher development, http://studentsvoices.eu/ (2011-2014).

Teresa Vitorino

UNIVERSIDADE DO ALGARVE/Portugal